Notícias

RODOVIAS

Avança processo de federalização de rodovias no Tocantins, afirma Tarcísio de Freitas

Em reunião com parlamentares federais e representantes do governo estadual, ministro fez um balanço das obras no estado
Publicado em 03/05/2021 17h52

 

Após o bem-sucedido leilão promovido em 29 de abril para a concessão da BR-153/080/414/TO/GO pelos próximos 35 anos, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, adiantou que o processo de federalização das TOs-020 e 150, que passarão a ser novamente BR-010, está na reta final.

A declaração ocorreu durante reunião com representantes da bancada de Goiás e de Tocantins no Congresso Nacional e de integrantes do Executivo tocantinense. “Assumindo essa rodovia, vamos ter condições de fazer a manutenção da chegada e da saída de Palmas [capital do estado]”, ressaltou.

Também está em processo de federalização a TO-335, que sai do nordeste do Mato Grosso, levando a carga produzida na região de Colinas para o terminal da Ferrovia Norte e Sul em Palmirante. “Então, tem muita coisa para a gente fazer em Tocantins, um estado que merece nossa atenção, com o apoio da bancada federal, que não tem nos faltado”, disse o ministro.

Outra obra importante é a construção, na BR-153, da ponte entre Xambioá (TO) e São Geraldo do Araguaia (PA). Ao todo, serão R$ 132 milhões de investimentos federais na execução do projeto.

FERROVIAS – Durante o encontro, Tarcísio informou que o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) da BR-235 está quase concluído, o que vai possibilitar a execução do projeto de engenharia e acelerar o estabelecimento de um corredor para o escoamento de produção até a Ferrovia Norte e Sul.

No mesmo sentido, o Ministério da Infraestrutura tem trabalhado para que a Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL) chegue o mais rápido possível a Figueirópolis. “Estamos animados com isso, pois já fizemos a concessão do primeiro trecho de concessão da Fiol, até Ilhéus (BA), que vai consolidar um grande corredor dessa ferroviária.

LEILÃO – Em 29 de abril, o Ministério da Infraestrutura, através da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), concedeu à iniciativa privada a BR-153/080/414/TO/GO, garantindo investimentos de R$ 14 bilhões pelas próximas três décadas. Com oferta vencedora, R$ 960 milhões chegam adiantados à conta vinculada da concessão.

“A gente consegue trazer a duplicação do trecho Tocantins todo para o primeiro ciclo de investimento, com redução de tarifa, o que é mais importante. Isso demonstra o acerto da modelagem que foi adotada”, destacou. O valor final do pedágio, por quilômetro, ficou em R$ 0,10218, após desconto máximo na tarifa de 16,25%.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Infraestrutura, Trânsito e Transportes