Notícias

CONCESSÃO

ANTT aprova estudos para concessão de rodovias no Paraná e projeto avança para as audiências públicas

Estão previstos mais de R$ 40 bilhões em investimentos e redução no valor das tarifas em até 67%
Publicado em 28/01/2021 19h22

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou, nesta quinta-feira (28), os estudos realizados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) para a concessão de 3.327 quilômetros de rodovias estaduais e federais no estado do Paraná. Agora, todos os detalhes do projeto – que prevê mais de R$ 40 bilhões em investimentos privados e a redução das tarifas nos pedágios em até 67% – serão debatidos com a sociedade na etapa de audiências públicas, a partir do dia 2 de fevereiro.

“Eu tenho certeza que a logística do Paraná vai ser outra. É o Estado com uma das tarifas mais caras do Brasil e esse cenário vai mudar. As pessoas vão perceber a agregação de valor”, explica o ministro Tarcísio Gomes de Freitas.

Os estudos propõem que sejam duplicados 1.783 quilômetros de rodovias, além da implementação de 253 quilômetros de faixas adicionais, 104 quilômetros de terceira faixa e a construção de dez contornos urbanos, que facilitam a integração da malha viária. Os contornos estão localizados nas cidades de Apucarana, Arapongas, Califórnia, Itaúna do Sul, Londrina, Maringá, Marmeleiro e Ponta Grossa. A maioria das obras deverá ser entregue até o sétimo ano dos contratos, que terão duração de 30 anos.

DESCONTO NA TARIFA – O projeto estima uma redução de valores que varia de 25% a 67%, para veículos de passeio, e entre 15% e 63%, para veículos comerciais. Além disso, os estudos incluem ainda a redução progressiva na tarifa, de acordo com a frequência de utilização das vias, o chamado Desconto de Usuário Frequente (DUF). E motoristas que optem pelo sistema de pagamento automático – o “tag” – também terão abatimento do valor pago nas praças de cobrança.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Infraestrutura, Trânsito e Transportes