Apresentação do DEBASI

Publicado em 03/12/2021 08h43 Atualizado em 08/12/2021 12h56

   O Departamento de Educação Básica (DEBASI) do INES compreende ações de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pelos próprios servidores do DEBASI e também em parceria com servidores dos demais departamentos do instituto, além da interlocução/parceria com outras instituições nacionais e internacionais, com o objetivo de promover uma educação para além da mera transmissão de conteúdos. O DEBASI está organizado nas seguintes coordenações:

  • COAPP – coordenação pedagógica, responsável pela orientação pedagógica do colégio;
  • COADE – coordenação administrativa responsável pela organização administrativa de todos os segmentos do colégio, mantendo também duas divisões: DIAE com a função de apoio ao educando e DIRE, responsável pelo registro escolar;
  • COAE – coordenação técnica, responsável pela execução das atividades médico-odontológica (DIMO), fonoaudiológica (DIFON), sócio psico-pedagógica (DISOP) e de qualificação, orientação e encaminhamento profissional (DIEPRO).

    Tendo a sala de aula e o processo de ensino/aprendizagem dos alunos como ponto de partida e chegada, o DEBASI desenvolve encontros de formação, aulas-passeio, atividades externas, cursos de curta duração, oficinas transdisciplinares, entre outras propostas, no intuito de ampliar modos de ser, pensar, agir de nossos estudantes. O ofício docente, na Educação Básica, é compreendido em uma dimensão plural, integrando arte, linguagem, matemática, ciências naturais, cultura surda e, em especial, língua de sinais e o compromisso ético e político da afirmação dos estudantes como potência e da ampliação de seus saberes e ainda não saberes. Investe na construção coletiva de uma educação bilíngue de surdos, tendo como norte as contribuições da pedagogia visual e surda. Como contribuição social com outras redes e docentes, oferece atividades, encontros e eventos de formação onde partilha práticas e experiências vividas no bojo do Colégio de Aplicação. 

  O Colégio de Aplicação (CAp-INES) é de responsabilidade do DEBASI, e oferece atendimento a crianças, adolescentes e adultos surdos, nos seguintes segmentos: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. O CAp-INES oferece aos alunos o ensino regular uma proposta bilíngue, sendo a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) considerada a primeira língua e a língua de instrução no currículo da instituição e a Língua Portuguesa como segunda língua, nas modalidades de leitura e escrita, objetivando levar o aluno a alcançar competência comunicativa. 

  • L1 – Língua de instrução – LIBRAS
  • L2 – Segunda língua –Língua Portuguesa na modalidade leitura / escrita

          O Colégio de Aplicação do INES possui uma organização peculiar, atendendo a especificidade da proposta de ensino bilíngue para surdos. Dessa forma a Coordenação Pedagógica estabelece estreita relação com o corpo da escola, promovendo reuniões semanais com professores orientadores de cada segmento e suas equipes buscando discutir e propor o fazer pedagógico, compondo assim a equipe pedagógica do CAp/INES. As propostas dessa equipe são socializadas com todos os segmentos do colégio pelo professor orientador que reúne sua equipe, também semanalmente, levando as questões apresentadas, assim como as específicas de cada grupo para que todos possam propor, discutir e subsidiar a Coordenação Pedagógica numa relação dialógica e participativa. Em relação ao espaço escolar, as salas de aula são organizadas, preferencialmente com carteiras dispostas em semi-círculo, favorecendo a participação e interação entre aluno se professores. Importante esclarecer que participam do cenário pedagógico, além do professor regente, o intérprete, quando necessário. As equipes técnicas da DISOP, DIFON, DIMO e DIEPRO e os Assistentes de alunos (DIAE) também compõem a equipe do Colégio. A relação entre esses profissionais está diretamente ligada às atribuições de cada um, oferecendo ao aluno um ambiente plenamente favorável ao seu aprendizado, respeitando a proposta de ensino bilíngue

 

Atribuições dos servidores do DEBASI:

  • Professor regente: - Criar um ambiente favorável ao ensino, considerando desde a disposição das carteiras às estratégias pedagógicas, tendo como foco o aluno surdo. - Apresentar à coordenação pedagógica e aos alunos, no início do ano letivo o plano de curso que será desenvolvido. - Desenvolver o trabalho pedagógico em parceria com o Assistente Educacional em LIBRAS, atendendo à concepção de ensino bilíngue. - Organizar e elaborar instrumentos de avaliação nas duas línguas, caso necessário em parceria com os Assistentes Educacionais em LIBRAS. - Participar das reuniões pedagógicas de seu segmento, bem como dos Conselhos de Classe. - Participar na resolução de questões que digam respeito à postura dos alunos em parceria com a Coordenação de Administração Escolar, Chefia de Serviço, Assistentes de alunos e equipe da DISOP.
  • Intérprete: - Traduzir/interpretar em Libras/Língua Portuguesa/Libras todos os processos de comunicação entre pessoas surdas e pessoas ouvintes que não tenham proficiência em Libras em: sala de aula, reuniões, palestras internas, cursos, atividades curriculares e extra curriculares no INES ou em outras instituições e demais acompanhamentos a alunos e ou profissionais surdos que envolvam qualquer meio de comunicação em situações relacionadas ao processo ensino-aprendizagem.
  • Assistente de Alunos: - Orientar os alunos quanto ao cumprimento das normas disciplinares, estabelecidas pelo Regulamento Escolar do Colégio de Aplicação; - Orientar a movimentação, controlar a frequência e permanência dos alunos nas diversas atividades escolares e nas dependências do Instituto; - Propor e orientar a programação de atividades livres; - Acompanhar os alunos do Colégio de Aplicação do INES, quando em atividades extra classe e em casos de remoção; - Apoiar os alunos e seus responsáveis, no âmbito da Instituição, garantindo a eficácia na comunicação entre pessoas surdas e ouvintes. - Participar na resolução de questões que digam respeito à postura dos alunos em parceria com a Coordenação de Administração Escolar, Chefes de Serviço, Professores regentes e equipe da DISOP.
  • Equipe técnica da DISOP: - Orientar e prestar acompanhamento social e psicológico, bem como promover avaliação pedagógica e orientação educacional, aos alunos do Colégio de Aplicação do INES; - Participar de estudos de casos e do processo de seleção dos candidatos ao Colégio de Aplicação do INES; - Colaborar com a identificação, reflexão e busca de soluções para as dificuldades encontradas no processo educacional; - Atender e orientar os alunos, seus responsáveis e a comunidade quanto aos recursos e serviços disponíveis em outras instituições, em relação à área sócio-psicopedagógica; - Implementar projetos e atividades de caráter educativo e preventivo para alunos, familiares e/ou responsáveis; - Participar e efetuar estudos relativos à área sócio-psicopedagógica. - Participar na resolução de questões que digam respeito à postura dos alunos em parceria com a Coordenação de Administração Escolar, Chefias de Serviço, Professores regentes e Assistentes de alunos.
  • Equipe técnica da DIFON: - Prestar atendimento fonoaudiológico ao alunado do INES; - Emitir parecer fonoaudiológico; - Participar e efetuar estudos relativos à prevenção, ao diagnóstico e ao atendimento fonoaudiológico a pessoas surdas; - colaborar, através de apoio técnico, com as instituições de atendimento às pessoas surdas; - propor a realização de eventos que visem a informar a comunidade, em geral, sobre a prevenção da surdez e técnicas fonoaudiológicas de atendimento às pessoas surdas; - participar de estudos de casos e da avaliação de candidatos ao Colégio de Aplicação do INES.
  • Equipe técnica da DIMO: - prestar assistência médica-odontológica, preventiva e terapêutica aos alunos, em regime ambulatorial; - orientar e supervisionar as atividades desenvolvidas na área médica-odontológica; - orientar e encaminhar, quando necessário, os alunos aos serviços de saúde especializados, disponíveis na comunidade; - emitir parecer médico-odontológico; - participar e efetuar estudos relativos à área médico odontológica; - participar de estudos de caso e da avaliação de candidatos ao Colégio de Aplicação do INES; - acompanhar a remoção de alunos, em casos graves ocorridos nas dependências do Instituto; - realizar perícia médica dos servidores do INES e de outros órgãos da estrutura do Ministério da Educação, mediante a celebração de convênios; - ministrar palestras, de acordo com interesse e necessidade da comunidade; - prestar atendimento aos servidores do INES, em situações de emergência.
  • Equipe técnica da DIEPRO: - promover a sondagem de aptidões, a preparação para o trabalho, e a competência social da pessoa surda, objetivando o exercício pleno de sua cidadania; - promover programas de qualificação profissional para a pessoa surda; - realizar estudos e levantamento da necessidade de mão-de-obra, visando a inserção da pessoa surda no mercado de trabalho; - promover a orientação, o encaminhamento e o acompanhamento dos alunos do INES nos estágios; - promover a orientação, o encaminhamento e o acompanhamento de pessoas surdas no mercado de trabalho; - participar e realizar estudos relativos à área de profissionalização da pessoa surda.