NEpMS

Núcleo Especializado em Múltiplas Deficiências e Surdez
Publicado em 19/11/2021 14h25 Atualizado em 19/11/2021 14h49

O NEpMS, núcleo subordinado à COAE, foi aprovado através da portaria nº 511 de 23/11/2018 e teve sua origem no projeto educacional do CAAF – Centro de Atendimento Alternativo Florescer (2001), o qual foi reestruturado em função das mudanças de paradigmas da educação especial e do perfil do público alvo desse serviço. Esse núcleo tem como finalidade o desenvolvimento de serviços e programas especializados de intervenção, apoio e suporte educacional, bem como formação continuada de profissionais, com objetivo de identificar e superar as barreiras que estejam dificultando o acesso dos sujeitos surdos com severos comprometimentos sensoriais, físicos, intelectuais ou mentais, a um processo de desenvolvimento e aprendizagem significativos. O NEpMS apresenta em seu projeto original a criação de diferentes programas educacionais, mas só foi possível implementar, até a presente data, o programa de Intervenção Pedagógica Individualizada (IPEI).

O IPEI atende crianças surdocegas ou surdas com deficiência múltipla que vivenciam intensos impedimentos, alunos que, ao entrarem em contato com as diferentes barreiras no ambiente escolar, apresentam dificuldades de acesso ao processo educacional. São estudantes com características bem heterogêneas, que, mesmo em salas de aula bilíngues, após adaptações e contato com LIBRAS, continuam vivenciando severas dificuldades de interação e comunicação. Não conseguem expressar seus desejos, compreender enunciados, entender ou integrar-se às rotinas diárias, desestruturam-se em ambientes com outras crianças e com muitos estímulos. Apresentam problemas para desenvolver autonomia, autocuidado, independência e outras habilidades adaptativas básicas para a interação e convivência social. Por esse motivo, necessitam de um programa de intervenção pedagógica individualizada capaz de promover um processo adaptativo adequado à suas características de desenvolvimento e aprendizagem.

O objetivo do IPEI/NEpMS é oferecer um programa de intervenção pedagógica individualizada, em espaço diferenciado do escolar, cuja metodologia, estratégias e estímulos visem atender de forma específica as necessidades dos alunos, de forma a minimizar os impedimentos por eles vivenciados e superar as barreiras que impedem sua participação em igualdade de condições com os demais educandos.

A ação pedagógica baseia-se na oferta de atividades individualizadas, contextualizadas, significativas e do interesse do aluno, com objetivos, estratégias e recursos adequados às características de cada um, baseadas em um ambiente organizado com rotina estruturada e ação mediadora planejada. Os profissionais desenvolvem ainda um trabalho de parceria e orientação aos familiares e profissionais de outros setores.

O público alvo, é prioritariamente, composto por alunos matriculados no CAP/INES, na faixa etária entre 0 e 18 anos, com diagnóstico médico de surdocegueira ou deficiência múltipla (perda auditiva neurossensorial bilateral associada a outro comprometimento de ordem física, intelectual ou mental). Estudantes que mesmo após as adaptações realizadas em sala de aula ou sala de recursos, continuam vivenciando significativos impedimentos no processo de desenvolvimento e aprendizagem, principalmente no que diz respeito às habilidades adaptativas de comunicação, interação, autonomia e independência. O IPEI/NEpMS presta serviço, prioritariamente à familiares e estudantes, oriundos do CAP/INES, podendo atender alunos surdos de outras instituições de ensino, desde que haja vaga e que estes preencham todos os pré-requisitos estabelecidos pelo Regimento do NEpMS/INES. Os alunos candidatos ao IPEI/NEpMS deverão estar, impreterivelmente, frequentando classe de ensino regular e serão encaminhados para avaliação de ingresso nesse programa educacional quando a proposta de adaptação em sala de aula indicar necessidade de uma rede apoio complementar ou suplementar.