Notícias

INSTITUCIONAL

Thiago Nóbrega é o novo procurador-chefe do Inep

Há mais de uma década na Advocacia-Geral da União, Nóbrega será responsável por representar o Instituto judicial e extrajudicialmente. Nomeação foi publicada no Diário Oficial de 30 de abril
Publicado em 24/05/2021 18h49 Atualizado em 25/05/2021 17h34
Thiago Murilo Nóbrega Galvão, procurador-chefe do Inep, é recebido pelo presidente do Instituto, Danilo Dupas. Foto: Luís Fortes/MEC

Thiago Murilo Nóbrega Galvão, procurador-chefe do Inep, é recebido pelo presidente do Instituto, Danilo Dupas. Foto: Luís Fortes/MEC

Thiago Murilo Nóbrega Galvão é o novo procurador-chefe do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Mestre em Constituição e Garantia de Direitos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o procurador federal é membro da Advocacia-Geral da União (AGU) desde 2011 e será o responsável por representar o Inep judicial e extrajudicialmente. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do último dia 30 de abril.

Thiago Murilo Nóbrega Galvão

Bacharel em Direito, Thiago Nóbrega é especialista em Direito Público, pela Universidade de Brasília (UnB), em Direito Civil e Processo Civil, pela Universidade federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e em Direito e Jurisdição, pela Escola de Magistratura do Rio Grande do Norte. O procurador-chefe do Inep é natural de Natal (RN), onde ocupou diversos cargos na AGU ao longo de mais de uma década. Iniciou sua trajetória no serviço público federal, em 2009, como auditor federal de controle interno do Instituto Federal do Rio Grande do Norte. Em 2011, tomou posse como Procurador Federal, entre 2012 e 2014, coordenou as Seções Previdenciária e Administrativa da Procuradoria Federal no Estado do Amazonas. 

Ainda em 2014, passou a atuar na Procuradoria Federal Especializada junto à Fundação Nacional do Índio (Funai), em assuntos relacionados à Coordenação do Baixo São Francisco, no município baiano de Paulo Afonso. No mesmo ano, chegou à Procuradoria Federal no Estado do Rio Grande do Norte, onde trabalhou com matéria previdenciária.

Já entre 2015 e 2016, exerceu o cargo de procurador regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Retornou à função de procurador-chefe do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, onde atuou até sua nomeação como procurador-chefe junto ao Inep. Desde 2019, também é instrutor da Escola da Advocacia-Geral da União. Foi professor de cursos de graduação e pós-graduação na área do Direito e tem quatro livros dedicados a temas jurídicos. 

Acesse a Portaria publicada no DOU

 

Assessoria de Comunicação Social do Inep

Educação e Pesquisa