Notícias

ENEM

Publicada a nova cartilha de redação do exame

Texto esclarece dúvidas sobre avaliação das competências no Enem 2020, com versões inéditas para participantes surdos, com deficiência auditiva ou dislexia
Publicado em 30/12/2020 15h10 Atualizado em 04/01/2021 12h19
Colaboradores: Ana Carla Sodré

De forma inédita e reforçando o compromisso do Inep com os projetos de acessibilidade, foram produzidas cartilhas específicas para a avaliação das redações dos participantes surdos ou com deficiência auditiva, e dos participantes com dislexia.Crédito: PixabayA contagem regressiva para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 já começou e os inscritos que estão se preparando para as provas contam agora com mais um material de apoio. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou, nesta quarta-feira, 30 de dezembro, o documento “A redação no Enem 2020 – Cartilha do Participante”. 

A publicação, produzida pela Coordenação-Geral de Exames para Certificação do Inep, traz dicas sobre como o estudante deve estruturar a sua redação, além de explicar os critérios de correção do texto. De forma inédita e reforçando o compromisso do Inep com os projetos de acessibilidade, foram produzidas cartilhas específicas para a avaliação das redações dos participantes surdos ou com deficiência auditiva e dos participantes com dislexia. 

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, destacou a importância da publicação na preparação para o exame. “Sabemos que este momento é muito importante para quem irá concorrer a vagas nas principais instituições de educação superior do Brasil. A cartilha apresenta dicas para produzir uma boa redação no dia do exame. Além disso, traz exemplos de redações do Enem 2019 que obtiveram nota máxima. Tudo isso para que se possa ver na prática como essas orientações devem ser utilizadas”, destacou. 

Nesta reta final de preparação para o exame, os participantes devem ficar atentos quanto aos critérios exigidos na redação. O texto deve ser escrito em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. 

Na redação do Enem, o participante deverá defender uma tese — ponto de vista a respeito do tema proposto —, apoiada em argumentos consistentes, estruturados com coerência e coesão, formando uma unidade textual, de acordo com a modalidade escrita formal da língua portuguesa. É importante lembrar que os participantes que optaram por realizar a versão digital do exame, o Enem Digital, farão a redação no mesmo formato da versão impressa. 

Correção  A cartilha mostra que as redações do Enem são avaliadas de acordo com cinco competências e detalha o que é esperado do participante em cada uma delas. A nota pode chegar a 1000 pontos, mas o estudante também pode ter nota zero. Na cartilha estão as razões que podem zerar a nota, como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame. 

Enem 2020 – As provas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Além da redação, a prova conta com 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Acesse “A redação do Enem 2020 – Cartilha do Participante”

Confira “A redação do Enem 2020 – Avaliação das redações dos participantes surdos ou com deficiência auditiva”

Acesse “A redação do Enem 2020 – Avaliação das redações dos participantes com dislexia”

Saiba mais sobre o Enem



Assessoria de Comunicação Social do Inep

Educação e Pesquisa