Notícias

Uso Público

Programa Adote um Parque instituído por decreto presidencial

Publicado em 11/02/2021 13h03 Atualizado em 11/02/2021 13h15
Floresta Nacional de Tapajós, uma das unidades disponíveis para "adoção" (Foto: Leonardo Milano)

Floresta Nacional de Tapajós, uma das unidades disponíveis para "adoção" (Foto: Leonardo Milano)

 

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, assinou hoje (9/2) decreto para instituir o programa Adote um Parque, criado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) para permitir que pessoas físicas e jurídicas, nacionais e estrangeiras, possam doar recursos para contribuir com a proteção ambiental em parques nacionais. São esperadas propostas de investimento que totalizam um potencial de R$ 3,2 bilhões anualmente.

Na primeira fase do programa, o foco estará nas 132 unidades de conservação federais na Amazônia. Os parques ocupam 15% do bioma, totalizando 63,6 milhões de hectares. Os recursos serão aplicados diretamente pelos parceiros nas unidades adotadas.

Entre as ações de proteção ambiental no escopo do programa, estão a prevenção e combate a incêndios e desmatamento, recuperação de áreas degradadas, consolidação e implementação de planos de manejo, vigilância e monitoramento dos parques.

As pessoas físicas e jurídicas, nacionais e estrangeiras que adotarem os parques, serão reconhecidos como “Parceiros do Meio Ambiente” e poderão divulgar essa parceria. A adoção será de um ano, podendo ser renovada após o fim do prazo.

 

Clique para saber mais sobre o programa Adote um Parque.

 

 

 

 

 

Da Ascom MMA