Notícias

NANOTECNOLOGIAS

Redes Bayesianas podem auxiliar na avaliação de risco ocupacional de nanomateriais

Modelo probabilístico foi apresentado por tecnologista da Fundacentro no Ciclo de Palestras Nanotecnologias e seus impactos sobre a SST
Publicado em 02/06/2021 14h59
nano4 (2).jpeg

As Redes Bayesianas (RB), modelo probabilístico para a tomada de decisão com o raciocínio da incerteza, podem ser uma alternativa para avaliação do risco ocupacional na manipulação de nanomateriais (NM). Este foi o universo explorado pelo tecnologista da Fundacentro, José Renato Schmidt, durante a palestra “Novas abordagens sobre análise de perigo e riscos devido às nanotecnologias”, no Ciclo de Palestras “Nanotecnologias e seus impactos sobre a segurança e saúde no trabalho”.

A construção de redes bayesianas fundamenta-se na noção de probabilidade condicional, a qual é calculada com o Teorema de Bayes, a partir de um conjunto de variáveis baseadas em evidência. Utiliza-se, assim, a inferência bayesiana, que consiste em obter estimativas de probabilidades de eventos relacionados aos dados, à medida que novas informações ou evidências sejam conhecidas.

Esses cálculos são realizados por softwares especializados, como o OpenMarkov, que tem código aberto e pode ser usado gratuitamente. As RB têm sido utilizadas como uma metodologia de avaliação de risco nas mais diversas áreas e, recentemente, também para os nanomateriais.

No modelo apresentado pelo tecnologista da Fundacentro, consideram-se as variáveis físicas, químicas e toxicológicas que influenciam no perigo dos nanomateriais. Para definição do perigo à saúde humana e ao meio ambiente, são importantes as variáveis do Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS). Já para a definição da exposição, levam-se em conta as variáveis utilizadas pelos modelos de control banding e as medidas de controle existentes no local de trabalho, como EPC (Equipamento de Proteção Coletiva), medidas administrativas e EPI (Equipamento de Proteção Individual).

Utilizar as redes bayesianas têm algumas vantagens. “São fornecidas respostas rápidas às simulações, já que é um modelo compilado. Assim, para cada informação fornecida nas variáveis, a rede fornece respostas interativamente”, explica Schmidt.Além de avaliar o risco ocupacional, a rede fornece informações que auxiliam na tomada de decisões, uma vez que é possível identificar quais são as variáveis que mais estão influenciando o perigo, a exposição e, por fim, o risco”, completa.

As desvantagens são as subjetividades na escolha das variáveis pelos especialistas e das probabilidades escolhidas, além da falta de validação da RB em relação ao resultado do risco.

Apesar de existirem vários modelos para avaliação de riscos, não temos ainda um método perfeito. Há necessidade de mais estudos envolvendo o desenvolvimento e aperfeiçoamentos dos modelos existentes”, conclui o tecnologista da Fundacentro.

Assista aos vídeos

Assista ao vídeo da palestra.

Acesse a playlist com todas as palestras do ciclo sobre nanotecnologia.