Notícias

Cartilha explica trabalho escravo contemporâneo em cinco idiomas

A campanha PROTEJA O TRABALHO lançou a cartilha “Será que estou sendo vítima de trabalho escravo?”, com muitas informações sobre trabalho escravo contemporâneo.
Publicado em 12/05/2021 21h00 Atualizado em 13/05/2021 10h24
Proteja o trabalho.jpg

A campanha PROTEJA O TRABALHO lançou a cartilha “Será que estou sendo vítima de trabalho escravo?”, com muitas informações sobre trabalho escravo contemporâneo.

O material traz orientações importantes para que todos, especialmente para migrantes e refugiados, saibam o que é considerado Trabalho Escravo no Brasil, quais são os direitos trabalhistas em nosso país e como denunciar situações de exploração; com conteúdo disponível em cinco idiomas (português, espanhol, inglês, francês e árabe).

A iniciativa é uma realização da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), vinculada à Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPRT) em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Para conhecer a cartilha e os demais materiais da Campanha, acesse www.gov.br/trabalho/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/proteja.