Notícias

Arrecadação

Receita Federal arrecadou mais de R$ 124 bilhões em agosto de 2020

No período acumulado de janeiro a agosto deste ano, o valor alcançou mais de R$ 906 bilhões
Publicado em 01/10/2020 15h05 Atualizado em 01/10/2020 16h52

A arrecadação total das receitas federais atingiu, em agosto de 2020, o valor de R$ 124,505 bilhões, registrando acréscimo real – Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – de 1,33% em relação a agosto de 2019. No período acumulado de janeiro a agosto de 2020, a arrecadação alcançou o valor de R$ 906,461 bilhões, representando um decréscimo pelo IPCA de 13,23%.

Acesse os relatórios de arrecadação divulgados pela Receita Federal

Quanto às receitas administradas pela RFB, o valor arrecadado em agosto de 2020 foi de R$ 121,993 bilhões – representando um acréscimo real (IPCA) de 1,32% – enquanto, no período acumulado de janeiro a agosto de 2020, a arrecadação alcançou R$ 869,750 bilhões, registrando decréscimo real (IPCA) de 13,02%.

Os resultados foram bastante influenciados pelos diversos diferimentos – adiamento do recebimento de receitas – decorrentes da pandemia de coronavírus, que somaram, aproximadamente, R$ 64,5 bilhões no período acumulado. Já o pagamento de tributos diferidos relativos a períodos de apuração anteriores começou a ser efetivado pelos contribuintes em agosto último.

As compensações cresceram 97,88% no mês de agosto deste ano em relação a agosto de 2019 e também apresentaram crescimento de 53,62% no período acumulado. No período, foram observadas receitas extraordinárias de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ)/ Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), que também contribuíram para o resultado.