Notícias

Bem-vinda CoronaVac

No HUSM, vacinas chegam sob aplausos de pacientes e equipe técnica

Publicado em 20/01/2021 16h51 Atualizado em 22/01/2021 08h39
1 | 15
2 | 15
3 | 15
4 | 15
5 | 15
6 | 15
7 | 15
8 | 15
9 | 15
10 | 15
11 | 15
12 | 15
13 | 15
14 | 15
15 | 15
IMG_8180.JPG
IMG_8154.JPG
IMG_8159.JPG
IMG_8162.JPG
IMG_8172.JPG
IMG_8174.JPG
IMG_8189.JPG
IMG_8201.JPG
IMG_8206.JPG
IMG_8211.JPG
IMG_8212.JPG
IMG_8219.JPG
IMG_8223.JPG
IMG_8225.JPG
vacinação

 

Anunciadas por batedores e precedidas por autoridades municipais, as 91 doses de CoronaVac - vacina contra Covid-19 - chegaram ao Hospital Universitário de Santa Maria, por volta das 13h dessa quarta-feira.

No hall de entrada do HUSM, o prefeito em exercício Rodrigo Décimo (PSL) e o secretário Municipal de Saúde, Guilherme Ribas, foram recebidos pela superintendente do hospital, Elaine Resener, pela Gerente de Atenção à Saúde, Soeli Guerra, e pela enfermeira Marta Mozzaquatro, responsável pela vacinação no hospital universitário.

Enquanto as caixas térmicas eram entregues com as primeiras 91 doses (das mil previstas para o HUSM) e o termo de responsabilidade era assinado, várias pessoas – profissionais da saúde, pacientes e acompanhantes – cercaram a comitiva. Os que não puderam descer das unidades de internação, acompanharam das janelas. Fotos, filmagens e muitos aplausos marcaram o início da tarde de 20 de janeiro – data que passa a ser histórica no hospital Universitário.

- Hoje é o início do fim da doença. Mas com isso, não quer dizer que podemos relaxar, os cuidados com o distanciamento, o uso de máscara e a higiene das mãos seguem – enfatizou a superintendente.

Às 14h, em frente ao Auditório Gulerpe, na presença do vice-reitor, Luciano Schuch, foram vacinados os primeiros seis profissionais da área da saúde. Cinco deles trabalham na UTI Covid: Lenice Alves Ferreira, funcionária da Higiene e Limpeza, Lizandra Rossato técnica de Enfermagem, Sandra Aires, fisioterapeuta, Edna Stadler Schossler, médica, e Paulo Landim, residente da Infectologia, representando os alunos. O sexto a ser vacinado foi um docente: o professor Eduardo Furtado Flores - responsável pelo Laboratório de Virologia Veterinária do Centro de Ciências Rurais (CCR) e um dos integrantes da força-tarefa que realiza os testes Covid.

- Trabalho há um ano no HUSM e estou na UTI Covid, desde o início, em abril do ano passado. Sempre seguimos todos os cuidados de segurança. Chegamos aqui, trocamos nossa roupa e, antes de ir embora, tomamos nosso banho para proteger a família. Graças a Deus, nunca peguei. Mas quero me proteger – comemora Lenice.

– Levei por surpresa, porque fui a segunda fisioterapeuta a ser contratada. Mas a outra profissional está de folga hoje e recebi essa oportunidade – diz Sandra.

- Esse foi meu primeiro contato, como profissional, com uma doença infecto contagiosa por um período tão prolongado. Não tive Covid até agora e, por isso, estou ansioso para ser vacinado. Vim na hora. Não pensei duas vezes – afirma Landim.

Todos ganharam uma carteira de vacinação com a data de retorno para receber a segunda dose da vacina, prevista para daqui três semanas.

- Quero agradecer a todos os profissionais da área da saúde, que foram incansáveis nesse trabalho. Que essa vacina traga esperança para todos nós, para começarmos a reduzir o impacto dessa pandemia. Parabéns e sucesso – afirma o vice-reitor.

De acordo com a Gerente de Atenção à Saúde do HUSM, hoje, a partir do final da tarde, começam a ser aplicadas as doses nos profissionais que estão no plantão da UTI Covid. A equipe de vacinação irá se deslocar para o setor. Conforme forem chegando novas doses, a vacinação será estendida para Emergência Adulto e Pediátrica, para o Centro Obstétrico, Centro Cirúrgico, UTIs, Unidades de Internação e, por fim os ambulatórios.

Ao encerrar o momento histórico, a superintendente reiterou a importância dos Hospitais Universitários no cenário nacional de enfrentamento da pandemia, fortemente apoiados pela administração central da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) que ofereceu suporte irrestrito.

- Não nos faltaram recursos, materiais, insumos e equipamentos, além de contratações emergenciais de profissionais, para o sucesso do nosso trabalho – Conclui Elaine.