Notícias

Hemodiálise ambulatorial é reativada no Complexo HC

A reativação da hemodiálise crônica foi possível a partir de investimentos na requalificação da infraestrutura física da unidade ambulatorial.
Publicado em 18/02/2021 11h25 Atualizado em 18/02/2021 11h38

Na última semana o Complexo HC, realizou a reativação do serviço de hemodiálise ambulatorial. Após a inauguração do Centro de Atenção à Doença Renal Crônica Prof. Dr. Adyr Soares Mulinari, que teve suas instalações e protocolos certificados o CHC volta a oferecer um serviço fundamental para a população atendida no hospital universitário e profissionais em formação.

A reativação da hemodiálise crônica foi possível a partir de investimentos na requalificação da infraestrutura física da unidade ambulatorial, com instalação de equipamentos de tecnologia avançada, incluindo a geração de água ultrapura (osmose reversa de duplo passo com ozonização e ultravioleta), de máquinas de hemodiálise de alta eficiência e de reprocessadoras automatizadas de filtros capilares.

A formação de uma equipe multiprofissional altamente qualificada, não só para operação dos equipamentos tecnológicos, mas, principalmente, na atenção aos usuários e suas famílias, também foi fundamental para essa reabertura e faz parte dos investimentos realizados. A equipe envolve enfermeiros, médicos e técnicos de enfermagem e de tratamento de água, bem como profissionais de assistência social, nutrição e psicologia.

O Centro atende mais de 80 novas consultas especializadas mensalmente e mantém rotineiramente o cuidado de mais de 1.500 portadores de agravos à função renal, todos usuários do Sistema Único de Saúde, desde à infância (nefropediatria) à terceira idade (nefrogeriatria).

Oferece ainda atenção especializada nas enfermidades associadas aos rins, incluindo lesões renais agudas e crônicas, hipertensão arterial, doença renal do diabetes, cálculos renais, glomerulonefrites, infecção urinária, entre outras afecções. Além dos tratamentos para prevenção, recuperação, proteção e conservação da função renal, o Centro disponibiliza procedimentos de substituição renal, incluindo diálise peritoneal e hemodiálise, e cuidados paliativos em Nefrologia.

Com capacidade para realizar 180 procedimentos por semana e 15 pacientes por turno, o Centro pode oferecer essa modalidade a 60 usuários. Essa conquista habilita o Complexo Hospital de Clínicas para o retorno do programa de transplantes renais, em associação com a equipe da Urologia.