Notícias

ACOLHIMENTO E HUMANIZAÇÃO

HUL aposta em iniciativas e uso de tecnologia para viabilizar contato entre pacientes e familiares na pandemia

Ações incluem visitas virtuais, boletins assistenciais e ‘visitas visuais’ em favor dos usuários
Publicado em 17/06/2021 11h39 Atualizado em 17/06/2021 11h43
FOTO IMAGEM SITE - VISITA VIRTUAL.png

Para otimizar o acolhimento e atenção aos usuários da unidade hospitalar afetados pela COVID-19, o Hospital Universitário de Lagarto (HUL-UFS/Ebserh) vem adotando um conjunto de iniciativas para proporcionar o acompanhamento do estado clínico dos pacientes e a relação dos mesmos com os seus familiares, a exemplo de visitas virtuais,  boletins assistenciais e, mais recentemente, visitas em que o familiar visualiza o paciente internado em enfermarias específicas do hospital.

As Visitas Virtuais foram iniciadas em junho do ano passado e até o final desse mês de maio já foram realizadas 1.540 visitas on-line, beneficiando centenas de pacientes e familiares. As vídeochamadas com uso de tablets são realizadas ao lado do leito dos pacientes em horários previamente agendados para garantir remotamente a participação e presença dos familiares. O contato é feito por assistentes sociais e psicólogos do hospital, ao mesmo tempo em que realizam acompanhamento psicossocial.

“É muito importante para os familiares aqui fora, que ficam sem poder visitar o paciente que está internado na área Covid neste momento de pandemia”, comenta Edione de Santana, esposa de paciente internado na unidade hospitalar.  “A visita virtual deixa a gente a par do que está acontecendo, vendo se o paciente realmente está bem”, observa. “Quero agradecer a todos da equipe do hospital, tanto da área Covid quanto dessa iniciativa”, diz.

“A visita virtual é a continuidade da participação da família neste momento tão crítico”, ressalta Lucas Gomes, psicólogo do HUL. “A visita é virtual, no entanto, o afeto e o poder da presença da família na internação ultrapassa a tecnologia”, pontua.

Boletins Assistenciais

O HUL também emite sistematicamente Boletins Assistenciais, repassados por médicos da unidade hospitalar, com informações sobre o estado clínico de cada paciente suspeito ou acometido pela infecção. As ligações via celular são realizadas durante o período de internação. Somente nesses meses de março, abril e maio foram realizados 3.216 boletins, beneficiando 508 pacientes e suas respectivas famílias.    

O hospital adotou recentemente também a modalidade de visitas visuais, com o familiar podendo visualizar o paciente através de vidros instalados em enfermarias específicas da unidade hospitalar, momento em que também é informado pelo médico da condição de saúde do interno.

“São iniciativas que permitem a manutenção dos laços familiares, fortalece a autoestima e minimiza o desconforto dos familiares por conta do internamento neste momento de pandemia”, pontua Aline Alves, chefe da Unidade de Atenção Psicossocial do HUL. “Aqui no hospital tivemos que nos reinventar e conformar estratégias de atenção psicossocial, sendo essas algumas das medidas emergenciais adotadas”, reforça.

Para Marcos Henrique, chefe da Divisão de Gestão do Cuidado do HUL, as estratégias de visitação adotadas pelo HUL oportunizam apoio e acompanhamento por parte dos familiares. “Isso melhora o prognóstico do paciente na medida em que reduz a angústia do isolamento e da internação hospitalar, além de propiciar às famílias um acolhimento e diminuição do sofrimento causado pelo adoecimento de seus membros”, finaliza.   

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O HUL-UFS faz parte da Rede Hospitalar Ebserh. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e atualmente administra 40 hospitais universitários federais.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.