Notícias

ENSINO E PESQUISA

Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh realiza II Curso de Formação de Instrutores em Simulação Realística

Publicado em 09/02/2021 15h07 Atualizado em 09/02/2021 15h22
1 | 11
2 | 11
3 | 11
4 | 11
5 | 11
6 | 11
7 | 11
8 | 11
9 | 11
10 | 11
11 | 11
Curso de Simulação Realistica 2021 - Hugo (1).JPG
Curso de Simulação Realistica 2021 - Hugo (2).JPG
Curso de Simulação Realistica 2021 - Hugo (3).JPG
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (1).jpeg
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (2).jpeg
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (3).jpeg
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (4).jpeg
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (5).jpeg
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (6).jpeg
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (7).jpeg
Curso de Simulação Realistica 2021 - Beatriz (8).jpeg

A Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP), do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, promoveu o II Curso de Formação de Instrutores em Simulação Realística. Contratado pela Unidade de Desenvolvimento de Pessoas (UDP) por meio da descentralização de recursos de capacitação, o curso teve como objetivo iniciar profissionais de saúde no uso do método de simulação realística.

Com carga horária de 22h, a capacitação contou com videoconferência de abertura e módulo presencial, com aulas teórico-práticas entre os dias 03 e 05 de fevereiro, utilizando manequins de alta fidelidade que compõem o acervo do Centro de Simulação/Laboratório de Habilidades da GEP. Na avaliação do gerente de Ensino e Pesquisa do CH-UFC, Prof. Renan Magalhães Montenegro Junior, o curso possibilitou ampliar o número de docentes e preceptores capacitados para utilizar adequadamente o recém-estruturado Centro de Simulação Realística.

“Por meio dessa formação, almeja-se expandir as possibilidades de utilização de cenários clínicos simulados, não somente nos currículos e nos processos avaliativos de nossos residentes, mas também na educação permanente dos nossos colaboradores assistenciais”, acrescenta Prof. Renan. Inclusive, Beatriz Amorim, responsável pelo Centro de Simulação Realística do CH-UFC e integrante da comissão organizadora do curso, explica que, desde o ano passado, o espaço tem viabilizado atividades voltadas para a capacitação do corpo clínico, de residentes e também de alunos de graduação. Segundo ela, é crescente o número de preceptores, docentes e coordenadores de serviço que procuram a GEP com interesse e animosidade para treinamentos simulados em suas áreas de atuação específicas.

“Todavia, nosso maior entrave ainda está alicerçado na restrita experiência e conhecimento desses profissionais acerca do uso da simulação como metodologia ativa de ensino aprendizado. Considerando que a simulação não consiste em apenas mimetizar a situação real vivenciada na prática, para que se alcance o aprendizado desejado, a atividade requer do coordenador uma minuciosa etapa de planejamento de cenário e programação do manequim, de definição dos objetivos específicos do cenário simulado e do domínio de técnicas de briefing e, sobretudo, de debriefing. Assim, o curso é de fundamental importância para ampliarmos o quantitativo de profissionais de nossa instituição com formação na área”, descreve Beatriz.

A preceptora dos programas de Residência Multiprofissional do CH-UFC e presidente da Comissão das Residências Multiprofissionais em Saúde da Universidade Federal do Ceará (Coremu/UFC), Profa. Andrea Nóbrega, integrou a turma de 11 participantes da capacitação. Segundo ela, a participação no curso foi uma excelente oportunidade de aprendizado para os preceptores dos programas de Residência. “A simulação realística contribui para o aprendizado do residente, possibilitando maior integração entre conhecimento teórico-prático, desenvolvimento de raciocínio clínico, comunicação efetiva, liderança e trabalho em equipe. Além disso, permite o desenvolvimento de habilidades técnicas e não técnicas em ambiente seguro e controlado, oportunizando trabalhar maior integração entre profissionais de diferentes áreas de atuação e contribuindo para a melhoria da qualidade do ensino e da segurança do cuidado em saúde”, finalizou.

Para o superintendente do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, Prof. Carlos Augusto Alencar Júnior, outro grande diferencial é que, com o Centro de Simulação Realística, o aprendizado pode ser direcionado a várias situações clínicas e que não exigem a necessidade do contato com pacientes, o que se torna ainda mais essencial em tempos de pandemia de covid-19.

O Centro de Simulação Realística

O Centro de Simulação Realística está à disposição dos colaboradores do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh e dos estudantes dos cursos de graduação, pós-graduação e programas de residência em saúde da UFC. Vale ressaltar que a simulação realística figura entre as mais modernas e eficientes metodologias de aprendizado ativas. Com estrutura flexível, o Centro de Simulação Realística foi projetado para reproduzir áreas físicas que simulem, por exemplo, o atendimento em consultórios, leitos de internamento em enfermarias, unidades de emergência ou terapia intensiva. Sua estrutura compreende, ainda, salas que funcionam como centro de controle/observação e laboratório para treinamento de habilidades em cirurgia.

Equipado com manequins de alta, média e baixa fidelidades, o Centro de Simulação tem possibilitado a realização de diferentes tipos de treinamentos nas áreas de saúde do adulto, saúde da mulher e da criança, cirurgia e diversas outras especialidades. Desse modo, oferece oportunidade para que profissionais e alunos, em equipes multidisciplinares, treinem como reagir, de maneira coordenada, tanto em atendimentos rotineiros como também em situações extremas.

Quer saber mais?

Acesse vídeo especialmente produzido pela Gerência de Ensino e Pesquisa do CH-UFC sobre o Centro de Simulação Realística: bit.ly/centro-simulacao

Confira artigo escrito por gestores do CH-UFC sobre o Centro de Simulação Realística na 4ª edição da Revista do HUWC (páginas 44 e 45): bit.ly/revista-huwc-4

Sobre a Ebserh

O Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, formado pelo Hospital Universitário Walter Cantídio e pela Maternidade-Escola Assis Chateaubriand, faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde novembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Os hospitais universitários são, por sua natureza educacional, campos de formação de profissionais de saúde. A Rede Hospitalar Ebserh não é responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país, apenas atua de forma complementar ao SUS.


Jornalista responsável: Ludmila Wanbergna (MTB 1809 CE)
Unidade de Comunicação Social
Hospital Universitário Walter Cantídio
Complexo Hospitalar da UFC
Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares
comunicacao.huwc@ebserh.gov.br | 9 9265.5460