Notícias

LEITE HUMANO

Banco de Leite da Maternidade-Escola realiza cadastro de novas doadoras

Publicado em 12/02/2021 15h36 Atualizado em 12/02/2021 17h48
Bebê na UTI Neo

Todos os anos, às vésperas do carnaval, o Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC) intensifica a campanha de cadastramento de novas doadoras. Trata-se de um período em que as doações costumam diminuir, seja pela festividade, seja pelas chuvas. E, agora, agravada pelo distanciamento social imposto pala pandemia de Covid-19, a necessidade de reforçar o estoque é ainda maior. Atualmente o Banco de Leite da MEAC conta com 30 litros de leite humano pasteurizado, o que é considerado o mínimo para ter um estoque de segurança. Tendo em vista que a demanda diária é de 5 litros e que hoje há 50 bebês internados na Unidade Neonatal, é hora de convocar as mamães que amamentam e têm excesso de leite para que se unam a esta causa de amor que salva vidas.
O BLH tem como missão incentivar, proteger e promover o aleitamento materno, diminuindo os índices de mortalidade infantil, visando a melhoria da qualidade de vida da população. Para cumprir sua missão o BLH necessita da doação de leite humano, pois há mães de recém-nascidos que, por diversos motivos, não conseguem amamentar. Todo leite coletado é processado, pasteurizado e feito controle de qualidade. Este leite destina-se aos bebês prematuros, com infecção grave, baixo peso ao nascer e com alergias a outros leites.
Para a médica Ana Caroline Gondim, doadora, é uma enorme satisfação saber que está ajudando bebês a ficarem saudáveis para irem para casa o mais breve possível. Já a psicóloga Lorena Guimarães que também está doando o excesso de leite, exalta o trabalho do BLH: “Eu sempre incentivo todas as mães que amamentam à doação. Acho o Banco de leite um serviço completo e de excelência. Entrega o material, ensina como faz, vai pegar o leite materno em casa. Enfim, só gratidão por esse serviço da MEAC”, declara.
Para doar, as mães devem estar saudáveis, amamentando o bebê normalmente e com excesso de leite, e não estar tomando medicação incompatível com o aleitamento. A maternidade vai buscar o leite na casa da doadora em Fortaleza. Vale lembrar que é contraindicada a doação de leite por mulheres com sintomas compatíveis com síndrome gripal, infecção respiratória ou confirmação de caso da COVID-19.

SERVIÇO:
Banco de Leite Humano da Maternidade-Escola Assis Chateaubriand: funcionamento das 7h às 19h, de segunda a sexta, na Rua Coronel Nunes de Melo, s/n, bairro Rodolfo Teófilo. Durante o carnaval, não haverá atendimento na segunda nem na terça, mas a partir das 14h da quarta, dia 17 de fevereiro. A MEAC também vai buscar em casa o leite estocado dentro das condições adequadas. Para mais informações: (85) 3366-8509.