Notícias

Unidade de Pesquisa Clínica do CH-UFC é a primeira da Ebserh a receber visita dos consultores da Unesco

Publicado em 17/05/2021 10h25
Visita UNESCO GEP

A Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP) do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh (CH-UFC) recebeu, nos dias 13 e 14, a visita de uma dos seis consultores de Pesquisa da UNESCO contratados para realizar um diagnóstico dos diferentes centros de Pesquisa da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Gabriela Gimenes veio ao Ceará avaliar as condições de pesquisa clínica na rede, começando pelo CH-UFC. O objetivo é, a partir do diagnóstico, elaborar um planejamento e uma política institucional que favoreçam o melhor uso da estrutura existente.


A consultora foi recebida pelo gerente de Atenção à Saúde, Renan Montenegro Júnior, e pela chefe da Unidade de Pesquisa Clínica (UPC), Érika Gondim Gurgel, que lhe apresentaram o espaço físico da UPC. Gimenes checou informações relacionadas a estrutura física, de pessoal, de processos e da maturidade organizacional, previamente detectadas em 16 questionários respondidos, e documentação enviada pela GEP.


Conforme o gerente explicou, esse levantamento vai trazer uma visão externa e avanços significativos no reconhecimento de necessidades, potencialidades e fragilidades. Segundo disse, foi uma satisfação mostrar tudo que está acontecendo e a visão institucional da GEP, ressaltando a importância da interface dessa linha de atividades do Complexo com a Universidade Federal do Ceará (UFC). “Reforçamos nossa vontade de crescer e continuar contribuindo de uma maneira mais estruturada com a Rede de 40 hospitais da Ebserh, outros grupos de pesquisa e, principalmente, com toda a estrutura de saúde no Complexo”, concluiu.


A consultora elogiou a organização da equipe multiprofissional, a estrutura para condução dos estudos e o nível de capacitação profissional dos envolvidos. “É um time bastante engajado e com compromisso de fomentar a pesquisa clínica e de manter todos os processos de acordo com as boas práticas e a aderência dos padrões internacionais”. Ela explicou ainda que ficou bastante impressionada com a estrutura para condução dos estudos e com a capacitação profissional dos envolvidos.