Notícias

Quadra Chuvosa incrementa Perímetros Irrigados

Publicado em 10/09/2020 11h14 Atualizado em 11/09/2020 10h38
f753bf57-dd36-4f8a-bc10-3063d2c9f643.jpg

O retorno da produção vai gerar mais emprego e renda para a população.

Os projetos de irrigação em Tabuleiro de Russas e Jaguaribe Apodi, um dos maiores do Estado do Ceará, vivem a expectativa de retomada da produção ainda em 2020. O retorno da produtividade será viabilizado pelas boas chuvas ainda no primeiro semestre e o aporte do Castanhão, maior reservatório cearense.

A maior oferta de água oferecem aos perímetros o potencial de atingirem já em 2021, o nível de produção e empregabilidade de 2014, quando geravam juntos 18 mil empregos diretos.

A informação é da Federação das Associações do Perímetro Irrigado Jaguaribe Apodi (FAPIJA) e do Distrito de Irrigação do Perímetro Tabuleiro de Russas (DISTAR). Atualmente, o Jaguaribe Apodi gera 2.500 empregos diretos e o Tabuleiros de Russas 3.500, totalizando ao todo 5.700 empregos.

O Gerente Executivo do DISTAR, Aridiano Belck de Oliveira, informa que o aporte de água oriunda da Transposição do Rio São Francisco vai assegurar garantia para o setor. O presidente da FAPIJA, Raimundo César dos Santos, diz que o retorno da produção será em maior escala. “Agora vamos produzir e gerar emprego em maior quantidade”.

O DNOCS, responsável pela instalação e administração dos perímetros, acena com investimentos. O Diretor-Geral, Fernando Leão, visitou no final de agosto, os dois locais e anunciou investimentos para melhoria de infraestrutura e apoio à produção.

O Perímetro Irrigado Jaguaribe Apodi, foi implantado em 1988 e tem 324 lotes, cuja área varia entre 4 e 16 hectares. Já o Projeto de Irrigação Tabuleiro de Russas foi implantado em 2004, São seis mil hectares de área produtiva.

Nos perímetros são cultivados banana, goiaba, coco, caju, acerola, capim para alimentação de gado leiteiro, feijão e milho.

   

Fotos cedidas: Honório Barbosa