Notícias

Forças Armadas transportam 50 toneladas de álcool etílico

Publicado em 01/08/2020 18h29 Atualizado em 01/08/2020 19h32

 

Brasília (DF), 1º/08/2020 - O Comando Conjunto Sudeste entregou, por intermédio do Exército Brasileiro, 50 toneladas de álcool etílico hidratado 70º INPM ao Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), localizado em Salvador (BA). 

A carga foi transportada em três caminhões-baús, do município de Socorro (SP) até a capital baiana, percorrendo uma distância de dois mil quilômetros em seis dias.

O álcool 70º será empregado na sanitização de hospitais e centros de saúde da capital e do interior da Bahia durante o período da pandemia de Covid-19. Também será destinado às demandas do Comando Conjunto Bahia em ações de desinfecção e profilaxia no Estado.



Desinfecção

Em outra frente, militares dos Comandos Conjuntos realizaram ações de descontaminação de instituições públicas e de outros ambientes por todo o país. O Comando Conjunto Leste, por meio da Marinha do Brasil, promoveu semana de atividades de desinfecção e capacitação de pessoal nas principais Unidades de Saúde pública do município de Angra dos Reis. Como saldo da operação, foram desinfectadas 16 unidades de saúde, incluindo dois hospitais, pelo Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, especializados em defesa nuclear, biológica, química e radiológica (NBQR), contribuindo com as ações de enfrentamento à Covid-19.



Doação de Sangue 

Já o Comando Militar do Oeste reuniu 40 militares do 9° Batalhão de Engenharia de Combate, Organização Militar sediada em Aquidauana (MS), e promoveu a doação de sangue no Hemocentro José Scaff de Campo Grande.

A atividade foi realizada sob coordenação do 3° Grupamento de Engenharia com a finalidade de manter o estoque mínimo de sangue do hemocentro, no contexto da pandemia da Covid-19.


Operação Covid-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

Divulgao-768x76.jpg

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Repreensão a delitos fronteiriços e contra a Covid-19

O Comando Conjunto Amazônia (CCjA) prosseguiu, na sexta-feira (31), com as ações de inspeção naval e patrulhamento no Rio Solimões, no Amazonas. A Capitania Fluvial de Tabatinga, subordinada ao Comando do 9º Distrito Naval, realizou ação conjunta com a Polícia Federal, a fim de repreender delitos fronteiriços. Tais atividades resultaram na revista de 195 embarcações, das quais seis foram apreendidas e 20 notificadas.



Em outra atividade, o Comando Conjunto Oeste (CCjO) deu continuidade às ações de fiscalização contra crimes ambientais e de levantamento de áreas com queimadas por agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), na localidade de Querência (MT).

Já o Comando Conjunto Norte (CCjN) combateu, por meio do 52 Batalhão de Infantaria de Selva (52°), focos de incêndio na Floresta Nacional de Carajás, na região de Canaã (PA). Também foram realizadas ações de inspeção naval em diversos rios, abrangendo várias cidades dos Estados do Amapá, Pará e Maranhão, empregando meios do 4º DN (NPa Pampeiro, NHiB Ten Castelo, embarcações das capitanias e das agências). No total, foram revistadas 66 embarcações, sendo que seis delas foram notificadas.

Resultados
Desde a deflagração da Operação Verde Brasil 2, em 11 de maio, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram 18 mil inspeções navais e terrestres, vistorias e revistas em embarcações, das quais 389 foram apreendidas. Nos postos de bloqueio e controle de estradas, foram retidos 174 veículos por irregularidades. Volume superior a 28 mil metros cúbicos de madeira ilegal também foi confiscado, bem como apreendidas 551 máquinas de serraria móvel, além de tratores, maquinário de mineração, balsas, dragas e acessórios. Até o momento, mais de R$ 406,9 milhões foram aplicados em multas e termos de infração.

Operação Verde Brasil 2
A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pelo Ministério da Defesa. Está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), conselho regulado pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020. Em 9 de julho, a GLO foi renovada até 6 de novembro, por meio do decreto presidencial 10.421.

Para cumprir a determinação presidencial, o Ministério da Defesa ativou três Comandos Conjuntos. São eles: Comando Conjunto Norte (CCjN), Comando Conjunto Amazônia (CCjA) e Comando Conjunto Oeste (CCjO). O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), da FAB, dá suporte às ações aéreas, em caráter permanente. Assim como na Operação Verde Brasil ocorrida em 2019, o Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa coordena as atividades a partir da capital federal. Ainda participam da missão integrantes da Polícia Federal, Policia Rodoviária Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Força Nacional de Segurança Pública, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

Por: Tenente Fraga, com informações dos Comandos Conjuntos
Fotos: Divulgação Forças Armadas

Para acessar fotos da Operação Verde Brasil 2, visite o Flickr da Operação

Para acessar fotos da Operação COVID-19, visite os Flickrs da Operação (Link1/Link2)

Saiba mais:
Militares das Forças Armadas resgatam ribeirinho na região do Pantanal
Defesa cria aplicativo Guardiões da Amazônia para denúncias de ilegalidade no meio ambiente
Operação Verde Brasil 2 combate incêndio na Serra dos Carajás (PA)

Confira os destaques da semana:

Asssessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071