Notícias

Forças Armadas mantêm ações de desinfecção

Publicado em 16/09/2020 17h39 Atualizado em 16/09/2020 19h41

 

Brasília (DF), 16/9/2020 – Uma área de, aproximadamente, 2.200 m² do Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro, foi desinfectada por militares da Marinha, nesta quarta (16). Os ambientes de trabalho do prédio administrativo, a entrada principal, o setor de permissão e o prédio da Guarda Portuária foram todos higienizados.

Além disso, foram capacitados 17 civis e guardas portuários para atuarem na desinfecção das dependências do prédio. Por meio de instruções teóricas e práticas, foram difundidas as medidas sanitárias necessárias que devem ser adotadas diante do cenário de pandemia para a limpeza diária da instituição.

Também foram desinfectados três espaços de acolhimento da Prefeitura do Rio de Janeiro e a 1ª Coordenadoria de Assistência Social e Direitos Humanos (CASDH). A descontaminação foi executada por militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, especializados em Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (DNBQR) e cobriu uma área de, aproximadamente, 3.000 m².

No Distrito Federal, o Centro de Ensino Fundamental 05, do Gama, foi descontaminado por militares do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB). Também foram capacitados cerca de 15 funcionários da escola, para atuarem na desinfecção do local.

Já em Montes Claros, Minas Gerais, a desinfecção ocorreu nas dependências do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF) e no Centro Ambulatorial de Especialidades Tancredo Neves (CAETAN), que faz parte do HUCF. Também foram desinfectadas as instalações do Terminal Rodoviário e o Hospital Municipal de Januária (HMJ), município de Minas Gerais. A unidade é referência regional para os casos suspeitos e confirmados de Covid-19.

Em Palmas, capital do Tocantins, as instalações do Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT) foram desinfectadas por 10 militares do 22º Batalhão de Infantaria.

Militares de todo o País têm, voluntariamente, doado sangue para apoiar o tratamento de pacientes que necessitam de transfusão sanguínea e manter os estoques em níveis satisfatórios. Em Jataí, município de Goiás, militares do 41º Batalhão de Infantaria Motorizado doaram sangue ao Hemocentro do Hospital das Clínicas.

Operação Covid-19
O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

Divulgao-768x76.jpg

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Por Tenente Tássia, com informações dos Comandos Conjuntos.
Fotos: divulgação Forças Armadas

Para acessar fotos da Operação COVID-19, visite os Flickrs da Operação. (Link1/Link2/Link3)

Saiba mais:
Civis são capacitados por militares para desinfecção
Militares atuam em medidas de prevenção e enfrentamento à Covid-19
Projeto de música leva entretenimento a profissionais de saúde

Confira os destaques da semana:

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071