Notícias

Desporto Escolar

JEB’s movimentam o país com seletivas estaduais e Rio conta os dias para a abertura

Megaevento será disputado no Parque Olímpico da Barra por mais de 5.300 alunos, de 12 a 14 anos, de todas as Unidades da Federação, entre 29 de outubro e 5 de novembro
Publicado em 08/10/2021 16h26 Atualizado em 08/10/2021 16h43
colagem_capa_1150.jpg

Cenas das seletivas em Tocantins, Sergipe e Mato Grosso do Sul: contagem regressiva. Fotos: Divulgação

Não é exagero afirmar que enquanto você lê este texto milhares de crianças e adolescentes de todos os estados e do Distrito Federal contam os dias para a cerimônia de abertura dos Jogos Escolares Brasileiros – JEB’s 2021.

Eles ficaram hospedados em hotéis em Palmas e para 90% foi uma experiência inédita. Vários desses alunos nunca tinham sequer andado de elevador. No retorno aos municípios, foram recebidos com carreatas por terem sido campeões na seletiva. Imagina quando voltarem dos JEB’s no Rio com medalhas?"

Clay Rios, superintendente de Esporte da Secretaria de Educação do Tocantins

O megaevento esportivo, organizado para estudantes de 12 a 14 anos, será disputado entre 29 de outubro e 5 de novembro, no Rio de Janeiro, após um hiato de 17 anos. Seu retorno promoveu uma onda de euforia nas 27 unidades da Federação, que se mobilizaram para organizar seletivas e formar as delegações que disputarão os JEB’s.

Superintendente de Esporte, Juventude e Lazer da Secretaria de Educação do Tocantins, Clay Rios é categórico sobre como a seletiva abriu novas perspectivas no estado da região Norte. “A seletiva movimentou cerca de 450 pessoas, entre alunos, técnicos e outros profissionais das equipes de 42 municípios. Nossa delegação terá cerca de 280 pessoas”, diz.

Segundo ele, a seletiva já promove um processo de crescimento dos jovens. Muda a qualidade de vida e faz com que eles pensem em um futuro melhor por meio do esporte e do estudo. “Muitos viveram experiências inéditas. Eles ficaram hospedados em hotéis em Palmas e para 90% foi uma experiência nova. Vários desses alunos nunca tinham sequer andado de elevador. Muitos saíram de suas cidades pela primeira vez”, contou.

Segundo ele, o impacto da seletiva teve efeitos em diversos municípios do estado, que viveram um período de euforia com o retorno de seus alunos da competição classificatória. “Esses alunos, ao retornarem a seus municípios, foram recebidos com carreatas por terem sido campeões na seletiva. É um orgulho não só para a escola, mas para a cidade. Imagina quando voltarem dos JEB’s no Rio com medalhas?”.

Outro ponto que o superintendente destaca é a participação de estudantes indígenas na seletiva. “Tivemos alunos de uma escola indígena. Eles se classificaram e estarão em nossa delegação no Rio de Janeiro”.

Imagens das competições seletivas em Tocantins: euforia no estado. Fotos: Divulgação

Sergipe

Nesta sexta-feira (08.10), Aracaju realiza a festa de encerramento da 37ª edição dos Jogos Escolares da Primavera. A competição foi seletiva do estado para os JEB’s e reuniu 2.237 estudantes, de 141 instituições de ensino, de 40 municípios. Além dos alunos, 425 professores, árbitros, oficiais, socorristas e outros profissionais participaram. A delegação de Sergipe deverá ter cerca de 260 integrantes nos JEB’s.

“As competições esportivas escolares são as mais importantes realizadas pelos estados e aqui em Sergipe não é diferente. O retorno dos JEB’s, com toda essa conotação, de ser no Parque Olímpico e com toda essa estrutura, foi um incentivo a mais para os nossos estudantes”, afirma Mariana Dantas, Superintendente de Esporte do Estado de Sergipe.

“Nós viemos de um período difícil de pandemia. No ano passado não foi possível a realização dos Jogos da Primavera. Este ano, o fato de ser seletiva para os JEb’s tornou-se a mola propulsora para o evento. Contemplamos todas as modalidades do programa e estamos carimbando o passaporte para nossa delegação embarcar para o Rio de Janeiro”.

Algumas cenas da fase seletiva disputada em Sergipe. Fotos: Divulgação
Algumas cenas da fase seletiva disputada em Sergipe. Fotos: Divulgação

 

Esse avanço no sentido de viabilizarem o transporte até o Rio foi importante para democratizarmos o acesso. A gente percebeu de forma clara uma motivação grande dos técnicos e dos atletas, também pela questão de o evento ser no Parque Olímpico”

Marcelo Ferreira Miranda, secretário de Esporte de Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul

Seletivos para os JEB’s, os Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul foram disputados entre agosto e setembro. Campo Grande recebeu a etapa das modalidades individuais entre 20 e 22 de agosto, e Dourados sediou a etapa das modalidades coletivas, entre 7 e 12 de setembro.

A competição contou com 539 alunos, de 27 munícipios, totalizando 124 instituições de ensino. Foram 50 escolas estaduais, 36 municipais e 38 da rede privada. Incluindo todos os envolvidos – atletas, técnicos, estafes, fisioterapeutas e médicos, motoristas, arbitragem, voluntários, etc – as duas etapas tiveram a participação de 917 pessoas.

Secretário de Esporte de Mato Grosso do Sul, Marcelo Ferreira Miranda destaca que dois fatores serviram como incentivo ainda maior para que os estados realizassem suas seletivas para os JEB’s: a garantia do transporte aéreo pago para as delegações que vão disputar a competição na capital fluminense e a realização do megaevento no Parque Olímpico da Barra, coração dos Jogos Rio 2016.

“Esse avanço no sentido de viabilizar o transporte foi importante para democratizarmos o acesso. A gente percebeu de forma clara uma motivação grande dos técnicos e dos atletas e também pela questão de o evento ser no Parque Olímpico”, acredita.

Imagens das competições seletivas em Mato Grosso do Sul. Fotos: Divulgação


Momento histórico

Para Antônio Hora Filho, presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), entidade que organiza os JEB’s em parceria com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, a edição deste ano representará um divisor de águas.

Teremos um tsunami motivacional. Será um momento histórico"

Antônio Hora Filho, presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar

“Os estados acreditaram na proposta e se mobilizaram, mesmo neste momento em que ainda estamos enfrentando a pandemia. Os alunos-atletas, os professores, os diretores de escola, os gestores estaduais e os presidentes das federações do esporte escolar conseguiram criar uma sensação de segurança e uma vontade imensa de retomada”, diz o dirigente.

Os 26 estados e o Distrito Federal vão participar dos JEB’s. Todas as modalidades estão contempladas. “A ousadia e a vontade política de realizar os JEB’s por parte da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania foram imprescindíveis. Teremos um tsunami motivacional. Será um momento histórico, que marcará a vida de todos os que viverão os Jogos este ano”, disse Hora Filho.

Secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães reforçou o caráter simbólico dessa retomada. “Os JEB’s são a porta de entrada de um ciclo virtuoso. Ano que vem teremos novamente os JEB’s e eles serão seletivos para os Jogos Sul-Americanos Escolares, que também serão no Brasil”, lembra Marcelo Magalhães. “Aí, em 2023, fecharemos esse ciclo com os Jogos Mundiais Escolares Sub-15. Isso servirá de incentivo para que todos eles sigam na prática esportiva em suas escolas”.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania