Notícias

Legado

Brasileiro Juvenil de Handebol movimenta o Parque Olímpico da Barra

Atletas de 16 a 18 anos, de nove estados, disputam o evento no Rio de Janeiro. No fim de semana, competições de jiu-jitsu foram o destaque. A partir do dia 15, JEB’s vão tomar conta do espaço
Publicado em 13/10/2021 15h26 Atualizado em 13/10/2021 15h27
13102021_handebol.jpeg

Foto: Bruno Ruas/CBHb

O fim de semana prolongado por conta do feriado de 12 de outubro não mudou a rotina agitada do Parque Olímpico da Barra, que esta semana recebe o Campeonato Brasileiro Juvenil de Handebol.

A competição, disputada na Arena Carioca 2 – que juntamente com a Arena Carioca 1, Velódromo e Centro Olímpico de Tênis estão sob a administração da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania – teve início na segunda-feira (11.10) e prossegue até a sexta-feira (15.10).

O evento, disputado por 320 atletas, de 16 a 18 anos, reúne 16 equipes (oito no masculino e oito no feminino), de nove Unidades Federativas: Pará, Piauí, Pernambuco, Alagoas, Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Presidente da Federação de Handebol do Rio de Janeiro, entidade que organiza o evento, chancelado pela Confederação Brasileira de Handebol, Ivaney Castro conta que estrutura oferecida pela Secretaria Especial do Esporte para receber a competição deixou os participantes simplesmente encantados.

“Não existe no Brasil uma estrutura igual a essa para que a gente possa realizar um evento de grande porte. O fato de a Secretaria Especial do Esporte  do Ministério da Cidadania ter nos dado essa oportunidade tornou esse campeonato inesquecível para os atletas”, ressalta Ivaney. Segundo ele, muitos dos jovens se dizem maravilhados. Eles comparam a estrutura do Parque Olímpico com a de campeonatos europeus que assistem pela televisão”, diz.

Ivaney destaca ainda que o Brasileiro Juvenil de Handebol permitiu outras experiências inéditas a diversos atletas. “Muitos desses jovens nunca tinham andado de avião. E, ao chegarem aqui, poderem conhecer e desfrutar do legado olímpico é algo que os motiva ainda mais a prosseguir no esporte”.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Jiu-jitsu

Antes que os atletas do handebol iniciassem a disputa do Brasileiro Juvenil, o Parque Olímpico foi a casa, no último fim de semana, do jiu-jitsu, modalidade responsável por três competições no sábado (09.10) e domingo (10.10).

Disputadas nas Arenas Carioca 1 e 2 e no Velódromo, o Campeonato Rei do Rio de Jiu-Jitsu, promovido pela Federação de Jiu-Jitsu do Estado do Rio; o Campeonato Brasileiro Master de Jiu-Jitsu Desportivo, promovido pela Confederação Brasileira de Jiu-jitsu Desportivo (CBJJD); e a Taça Rio 2021, promovido pela Federação de Jiu-jitsu Desportivo do Rio de Janeiro (FJJD-RIO) reuniram cerca de 2.100 atletas.

JEB’s

A partir de sexta-feira (15.10), com o encerramento do Campeonato Brasileiro Juvenil de Handebol, as quatro arenas administradas pelo Governo Federal no Parque Olímpico entram no processo de mobilização para a realização dos Jogos Escolares Brasileiros – JEB’s 2021.

A competição reunirá mais de 5,3 mil estudantes, de 12 a 14 anos, e será realizada entre 29 de outubro e 5 de novembro, com a presença de estudantes das 27 unidades da Federação.

Os JEB’s 2021 serão disputados nas Arenas Cariocas 1 e 2, no Velódromo, no Centro Olímpico de Tênis, e também no Parque Aquático Maria Lenk e na Jeunesse Arena, equipamentos que integram o Parque Olímpico, mas não estão sob responsabilidade da Secretaria Especial do Esporte.

Os JEB’ terão competições em 17 modalidades: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, vôlei, vôlei de praia, natação, tênis de mesa, xadrez, caratê, wrestling, ginástica artística, ginástica rítmica, badminton, ciclismo e taekwondo.

Além disso, o evento contará disputas de skate, escalada, dança, curling e polo aquático como modalidades demonstrativas. Dezesseis dos esportes terão como palco o Parque Olímpico. Apenas o atletismo será disputado no CEFAN, instalação militar da Marinha, reformada para os Jogos Rio 2016.

Antes da realização dos JEB’s, o Velódromo ainda recebe duas competições de artes marciais: o 31º Campeonato Sul-Americano e Brazil Open de Muaythai, entre os dias 15 e 17; e o Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour 2020/2021, entre os dias 22 e 24.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania