Notícias

Bolsa Família

Programa Bolsa Família inicia pagamentos de fevereiro a 14,26 milhões de famílias

Valor total de repasses no mês é de R$ 2,66 bilhões, e o benefício médio chega a R$ 186. Número de famílias contempladas se mantém superior a 14 milhões desde abril de 2020, maior média da história do programa
Publicado em 11/02/2021 13h20 Atualizado em 17/02/2021 14h09

O Ministério da Cidadania inicia nesta quinta-feira (11.02) os pagamentos do Bolsa Família no mês de fevereiro. São R$ 2,66 bilhões em recursos para garantir os repasses a 14,26 milhões de famílias. Desde abril de 2020, o número de famílias contempladas se mantém superior a 14 milhões, o maior patamar médio da história do programa do Governo Federal. Neste mês, o programa recebeu a adesão de 200 mil novas famílias. O valor médio do benefício é de R$ 186,83.

As parcelas mensais ficam disponíveis para saque durante 90 dias após a data indicada no calendário. Os beneficiários podem conferir no extrato de pagamento a “Mensagem Bolsa Família”, com o valor do benefício. Para saber em que dia o benefício ficará disponível para saque ou crédito em conta bancária, a família deve observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS), impresso no cartão de cada titular. Para cada final do NIS há uma data correspondente por mês (confira infográfico). Em fevereiro, recebem nesta quinta os titulares com o NIS terminado em 1.

11012021_calendario_bolsa.jpeg

 

A capacidade de atendimento do Bolsa Família leva em conta a disponibilidade orçamentária e a estimativa de pobreza em cada município. A lista de elegibilidade obedece a critérios como famílias prioritárias (indígenas, quilombolas, com crianças em situação de trabalho infantil, com integrantes libertos de situação análoga à de trabalho escravo, com pessoas catadoras de material reciclável), além de famílias com menor renda mensal por pessoa e famílias com maior número de crianças e de adolescentes.

As famílias precisam estar com informações consistentes e sem pendências no Cadastro Único do Governo Federal. O Bolsa Família também avalia a renda mensal por pessoa do núcleo familiar: de até R$ 89 (extrema pobreza), independentemente da composição familiar, ou de até R$ 178 (pobreza), para famílias que tenham crianças ou adolescentes de até 17 anos em sua composição.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania