Paradesporto


As ações da Secretaria Nacional do Paradesporto (SNPAR) tem por objetivo incrementar o acesso das pessoas com deficiências à prática esportiva em todas as suas manifestações: da iniciação ao alto-rendimento, em todas as faixas etárias e para as diversas deficiências que atualmente não estão incluídas em nenhum programa.

Assim, a geração de valor público está associada diretamente com impacto sobre a sociedade, em que os programas e projetos ao fomentar a prática esportiva às pessoas com deficiência, também promove a inclusão, educação e socialização.

Principais programas e projetos


- Programa Educação Paradesportiva:
 visa garantir o acesso de formação e educação especializada para profissionais da educação e do esporte. Os cursos são para professores e profissionais de educação e esporte que tenham ou não contato com o movimento paradesportivo, todos os cursos estarão disponíveis em nossa plataforma e voltados ao atendimento dos diversos tipos de deficiência e atividades paradesportivas.

Projeto Renascer, Servir e Proteger (Programa Prá Viver): implementação e desenvolvimento de núcleos de atendimento a vitimados das Forças de segurança e outras pessoas com deficiência e seus familiares, visando capacitar e reintegrar socialmente, garantindo o acesso às atividades de reabilitação e prática esportiva, por meio da implementação de núcleos para práticas, com atividades de Atletismo, Exercício Funcional, Bocha Adaptada, Musculação e Para-badminton.

- Programa ProBrasil: visa oportunizar às pessoas com deficiência das diversas regiões brasileiras o acesso às atividades paradesportivas, atividades físicas, esportivas e de lazer, visando a construção de um estilo de vida mais saudável através da criação de uma rede colaborativa de orientação, por meio da oferta de atividades de múltipla vivência, que favoreçam o desenvolvimento integral, a formação humana, a emancipação, a autonomia e que fomentem a integração e o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Além do desenvolvimento de pesquisas na área da Deficiência, voltadas ao esporte e lazer, colaborando para o desenvolvimento científico e tecnológico e a qualificação das políticas de esporte, lazer e inclusão social. Serão selecionados 5 núcleos, sendo um por Região do País, a implementação do projeto piloto será em Aracaju/SE, cada núcleo deverá receber o valor de R$ 288.824,80.

- Desenvolvimento de Atividades e Apoio a Eventos Paradesportivos: O objetivo é apoiar a realização de eventos paradesportivos de caráter educacional e participativo de forma inclusiva e cooperativa, que valorizem a diversidade cultural. É importante destacar a realização e a participação do Brasil na Surdolimpiadas 2021, que será realizada em Caxias do Sul/RS.

Paradesporto em números:


- Expectativa é de que os programas e ações alcancem 100.000 pessoas

- Busca-se a abrangência nacional

- 03 Parcerias com outras unidades da administração direta

- Diversas parcerias com organizações do 1º e 3º Setor

Documentos Complementares:


- Competências da SNPAR - Art. 63. | DECRETO Nº 10.357, DE 20 DE MAIO DE 2020