Como Se Cadastrar

Publicado em 03/02/2021 17h51 Atualizado em 01/06/2022 18h37

Passo 1: O cadastramento no Cadastro Único pode ser feito da seguinte forma:

a) Pré-Cadastro

Caso o cidadão ainda não esteja cadastrado no Cadastro Único, ele poderá fazer um pré-cadastro por meio do aplicativo do Cadastro Único.

O aplicativo pode ser baixado por meio das lojas de aplicativos Apple Store e Play Store por meio do seu smartphone ou também poderá ser acessado na sua versão web através do endereço https://cadunico.cidadania.gov.br.

O pré-cadastro permite que o cidadão já informe dados importantes para o seu cadastro. Após enviar o pré-cadastro, o usuário tem 120 dias para comparecer a um posto de atendimento do Cadastro Único para apresentar os documentos de identificação obrigatórios das pessoas da família e complementar outros essenciais. A apresentação de documentos e a complementação de informações é necessária para que o cadastro seja concluído e o cidadão possa ter direito a solicitar benefícios sociais.

No posto de atendimento municipal, a equipe do Cadastro Único irá coletar as demais informações referentes ao domicílio, família, escolaridade, trabalho e remuneração. Para saber onde estão os postos de atendimento do Cadastro Único da sua cidade você pode consultar o aplicativo ou encontrar um CRAS mais próximo.

Atenção: o pré-cadastro é uma etapa opcional. O cidadão pode, se desejar, fazer todo o cadastramento diretamente no posto de atendimento do Cadastro Único. O pré-cadastro é apenas uma forma de agilizar esse serviço.

b) Postos de atendimento

O cidadão também pode ir diretamente até um Centro de Referência de Assistência Social – CRAS ou a um posto do Cadastro Único no seu município para se cadastrar.

Alerta: algumas prefeituras exigem que você agende o seu cadastramento antes, então tente planejar com antecedência e saber como funciona essa ação na sua cidade.

Se você não souber onde é feito o cadastro, procure algum Centro de Referência de Assistência Social – CRAS ou o setor responsável pelo Programa Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família) em seu município. Clique aqui para buscar o CRAS mais perto de você.

Você também pode consultar o posto mais próximo de você acessando o aplicativo do Cadastro Único. O aplicativo pode ser baixado por meio das lojas de aplicativos Apple Store e Play Store por meio do seu smartphone ou também poderá ser acessado na sua versão web através do endereço https://cadunico.cidadania.gov.br. Após o acesso, deve-se clicar no botão “Postos de atendimento” que possibilita a busca por postos de atendimento do Cadastro Único, inclusive o(s) mais próximo(s) de sua casa.

É importante destacar que apenas o Responsável Familiar pode realizar o Pré-Cadastro ou cadastramento da família. O Responsável Familiar é a pessoa da família que vai prestar as informações dos demais componentes, e deve ser, de preferência, a mulher.

Podem se inscrever no Cadastro Único as famílias que:
a) Possuem renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo
a) Possuem renda acima dessa, mas que estejam vinculadas ou querendo algum programa ou benefício que utilize o Cadastro Único em suas concessões.

Passo 2: Organizar a documentação necessária:

A pessoa que fará o cadastramento da família deve ter pelo menos 16 anos, ter CPF ou Título Eleitor, e deve ser, preferencialmente, mulher. Essa pessoa, para o Cadastro Único, é chamada de Responsável Familiar.

É necessário que o Responsável Familiar leve seu CPF ou Título de Eleitor e também apresente pelo menos um documento para cada pessoa da família, dentre os seguintes:

- Certidão de Nascimento; ou

- Certidão de Casamento; ou

- CPF; ou

- Carteira de Identidade – RG; ou

- Carteira de Trabalho; ou

- Título de Eleitor; ou

- Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – somente se a pessoa for indígena.

Os RFs de famílias indígenas ou quilombolas não precisam apresentar o CPF ou Título de Eleitor caso não possuam, mas devem levar outro documento de identificação dentre os listados acima.

Pessoas sem documentação ou sem registro civil podem se inscrever no Cadastro Único, mas elas não poderão ter acesso a programas sociais até que possuam a documentação necessária.

Atenção: Também é possível fazer o cadastramento de crianças ou adolescentes menores de 16 anos que estão sendo atendidos por abrigos públicos e de pessoas com mais de 16 anos sem vínculos familiares e com incapacidade civil por meio de um Representante Legal. O RL deve ser instituído por previsão legal ou determinação judicial para representar por meio de tutela, curatela ou guarda uma determina pessoa ou família.

O pré-cadastro é valido apenas para Responsável Familiar. Caso você seja um Representante Legal só é possível realizar o cadastro presencialmente no posto do Cadastro Único ou Centro de Referência de Assistência Social – CRAS.

Passo 3: Realizar a entrevista de cadastramento

Ao procurar o atendimento do Cadastro Único, seja no CRAS ou em um posto do Cadastro Único, a etapa mais importante que o RF ou RL deve realizar é a entrevista do Cadastro Único. Um entrevistador social, que é um funcionário da Prefeitura, fará perguntas sobre vários aspectos da realidade da família: quem faz parte da família, características do domicílio, despesas, se há pessoas com deficiência na família, grau de escolaridade dos integrantes, características de trabalho e remuneração dos integrantes da família e se a família é indígena, quilombola, etc. Essa entrevista pode ser registrada em um formulário específico em papel ou no Sistema de Cadastro Único, diretamente no computador. Em qualquer uma dessas situações, o entrevistador deve solicitar a assinatura do Responsável Familiar ou Representante Legal no formulário preenchido ou impresso e entregar um comprovante de cadastramento.

Passo 4: Confirmação do cadastramento: atribuição do NIS

Ao inserir os dados da família no Sistema de Cadastro Único pela primeira vez, o sistema fará checagens para verificar se as pessoas da família já possuem um NIS, e se não tiverem, será atribuído um NIS a elas. O NIS é o Número de Identificação Social. Esse processo pode demorar até 48 horas e tem como objetivo garantir que cada pessoa cadastrada é única. Apenas pessoas que tem o NIS atribuído podem participar de programas sociais.

Atenção: a família que fez o pré-cadastro via aplicativo somente vai receber NIS e ser considerada cadastrada após completar o cadastro no posto de atendimento do Cadastro Único. O prazo é de 120 dias para finalizar o cadastramento.

Passo 5: Consultar os dados do Cadastro Único

Quem está inscrito no Cadastro Único poderá consultar seu Número de Identificação Social (NIS), código familiar, se o cadastro está atualizado ou não, faixa de renda da família, data limite para uma nova atualização cadastral, e outros dados, por meio do aplicativo do Cadastro Único e também na versão web, no endereço https://cadunico.cidadania.gov.br. Além disso, também serão exibidos os dados de identificação do Responsável pela família, os dados da família e de seus membros.

Na Consulta Simples, o usuário não precisa realizar o login Gov.br, mas precisa informar dados de identificação como Nome Completo, Data de Nascimento, Nome da Mãe e UF/Município onde está cadastrado, da forma como estão registrados no Cadastro Único, para que o cadastro seja encontrado na base de dados do Governo Federal.

No acesso sem login, o cidadão poderá ter acesso à consulta simplificada de seu cadastro, que contém os dados citados, à emissão e validação de Comprovante de Cadastro e à busca por Postos de Atendimento do Cadastro Único. Na consulta com login via gov.br, o cidadão pode consultar as informações completas do cadastro de sua família.