Sobre a OCDE                  Membros                  Estrutura                  Instrumentos legais                  Peer reviews

Apresentação

O Brasil enfrenta o grande desafio de consolidar a recuperação econômica, a melhora da governança e a restauração da confiança dos cidadãos em suas instituições. Persistem desigualdades socioeconômicas e regionais significativas, bem como entraves econômicos, sociais e institucionais que prejudicam o investimento privado e dificultam o crescimento da produtividade brasileira.  

A aproximação do país com a OCDE tem como objetivos a valorização da democracia, a segurança jurídica, a coerência nas políticas governamentais, o combate à corrupção, o aumento da transparência, a promoção de governança pública e de marcos regulatórios seguros, confiáveis e favoráveis ao desenvolvimento. Por meio da convergência aos padrões da OCDE, o Brasil poderá trabalhar junto com a organização e seus países-membros em uma vasta agenda de temas relacionados a políticas públicas, com importante efeito catalisador das reformas estruturais em curso.

Independentemente da entrada do Brasil como membro pleno da OCDE, a busca pelo alinhamento aos instrumentos legais e práticas da entidade internacional já trará ganhos à sociedade, possibilitando maior eficácia nas políticas públicas e nas relações dos brasileiros com entes governamentais.