Notícias

ANS e SESI realizam segundo encontro sobre cuidados em saúde durante a pandemia

Evento virtual reuniu contratantes de planos coletivos empresariais e operadoras  
Publicado em 12/11/2020 21h02 Atualizado em 12/11/2020 21h03

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI), realizou na terça-feira (10/11) o 2º Diálogo da Saúde Suplementar SESI & ANS 2020. O evento promoveu um debate entre representantes empresariais e de operadoras de planos de saúde sobre as tendências de promoção e prevenção integrada à saúde a partir da pandemia de Covid-19, que gerou transformações expressivas na gestão assistencial. 

O diretor-presidente substituto da ANS, Paulo Rebello, abriu o evento destacando a importância das ações em prol das melhorias de condições de saúde dos trabalhadores durante a pandemia. “Num contexto de global de pandemia, as iniciativas de assistência ao trabalhador são fundamentais para minimizar os efeitos da Covid-19, tanto no ambiente pessoal como nas relações de trabalho. Outra questão delicada a ser enfrentada é a retração econômica. Para esses dois cenários será necessário o ajuste na cadeia de produção em saúde, com foco na continuidade dos negócios e para evitar a perda de trabalhadores ativos”, disse o diretor.  

Ele destacou ainda o papel das operadoras na gestão em saúde. “Hoje, pela evolução do setor de saúde, as operadoras de planos de saúde já iniciaram a mudança no modelo de gestão de saúde e deixaram de ser meras intermediadoras financeiras, passando a compreender a função de serem gestoras dos cuidados dos beneficiários.  E pensar em modelos sustentáveis de gestão de saúde populacional é o caminho ideal para reduzirmos os altos custos do setor, ampliando o acesso e otimizando o atendimento”, afirmou Rebello.    

Logo depois, o especialista do Observatório Nacional da Indústria do SESI, Edgar Inácio, apresentou a pesquisa qualitativa elaborada pela instituição, que avaliou a Saúde Suplementar no setor industrial e os impactos gerados pelo período pandêmico. O levantamento tomou como base dois pilares: avaliação dos impactos da pandemia em empresas do setor industrial, sobretudo no que diz respeito aos beneficiários de plano de saúde, e identificação das tendências para o setor de saúde suplementar aceleradas pela pandemia.  

A pesquisa foi realizada junto a gestores de saúde/benefícios de indústrias e proprietários de pequenas e médias empresas. Entre os impactos causados pela pandemia, ficou constatado que a maioria das empresas procurou preservar empregos e o cuidado com a vida humana, buscando manter a assistência à saúde de seus colaboradores e dependentes. 

Entre as possíveis tendências para o futuro está a permanência e ampliação da telemedicina e do home office, o incremento de programas de atenção primária e prevenção à saúde, a intensificação dos cuidados com a saúde mental, a construção de novas ações de prevenção e promoção à saúde, e a implementação de Analytics, big data e Inteligência Artificial (IA) para análises preditivas e subsídios para a construção de jornada de cuidado e promoção da saúde.  

A gerente de Monitoramento Assistencial da ANS, Flávia Tanaka, falou da relevância da pesquisa apresentada, que traz para o diálogo diversos temas, em especial a importância da integração das ações de promoção a saúde e prevenção de riscos e doenças e o desenvolvimento da saúde coorporativa na atuação das empresas em conjunto com as operadoras. “O objetivo do acordo de cooperação entre a ANS e o SESI é justamente esse, de trazer os contratantes empresariais para esse diálogo junto com as operadoras, para uma regular troca de experiências”, destaca a gerente.  

Em seguida, Tanaka iniciou o diálogo sobre Promoção, Prevenção e Ciclo de Cuidado à Saúde no Enfrentamento à Covid-19, com executivos de empresas VLI Logística, Fundação Zerrenner/Ambev, Bradesco Saúde e Unimed (BH), que expuseram suas experiências e ações de enfrentamento a pandemia de Covid-19. Os convidados falaram das experiências e das ações implementadas em seu cotidiano, como a incorporação da telemedicina; a implementação de área de gestão de beneficiários; mudança e incremento de programas de promoção e prevenção a saúde; e o processo de mudança de cultura quanto à responsabilidade e protagonismo dos contratantes e operadoras, na gestão do Cuidado e Atenção à Saúde de seus beneficiários. 

Esse foi o segundo encontro promovido pela ANS e SESI. O evento virtual reuniu aproximadamente cem pessoas que acompanharam a transmissão ao vivo pelo Youtube e teve mais de 240 visualizações e mais de 90 engajamentos. Os interessados poderão rever os Diálogos da Saúde Suplementar através dos seguintes links: 

 Clique e assista aqui o 2º Diálogo da Saúde Suplementar SESI & ANS 2020 na íntegra. 

 Clique e assista aqui o 1º Diálogo da Saúde Suplementar SESI & ANS 2020 na íntegra.