Programa de Monitoramento de Lubrificantes

Publicado em 26/10/2020 18h57

O Programa de Monitoramento de Lubrificantes (PML) têm como objetivos avaliar a qualidade dos óleos lubrificantes automotivos comercializados no país e a regularidade de seus registros. As não conformidades identificadas são comunicadas ao setor de fiscalização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para adoção das medidas cabíveis.

As amostras são coletadas em pontos de revenda tais como: postos revendedores, supermercados, lojas de autopeças, oficinas mecânicas, concessionárias de veículos, distribuidores e atacadistas. A análise dos registros dos produtos, a execução dos ensaios físico-químicos e a avaliação dos resultados são totalmente realizados pelo Centro de Pesquisas e Análises Tecnológicas (CPT) da Agência.

O Programa de Monitoramento de Lubrificantes, desde sua implantação em 2006, vive em constante evolução e avalia quesitos de qualidade e registro. O CPT analisou mais de 20.000 amostras até o momento O percentual de não conformidades apresentou sensível diminuição ao longo dos anos.

Em 2017, com os dados retirados do sistema SIMP, com as informações de participação de mercado de cada empresa, calculamos o Indicador de Qualidade Ponderado, que representa a realidade do mercado de óleos lubrificantes automotivos. Conforme observado no gráfico abaixo, o percentual de conformidades dos óleos lubrificantes comercializados no Brasil é superior a 96%.

Gráfico: Evolução do índice de qualidade ponderado
Gráfico: Evolução do índice de qualidade ponderado.

A ANP tem trabalhado em soluções para retirar do mercado os produtos de baixa qualidade.

Os relatórios do Programa de Monitoramento dos Lubrificantes são bimestrais.


+ Boletim de Monitoramento de Lubrificantes