BIOINSUMOS

Publicado em 16/06/2020 17h09 Atualizado em 17/06/2020 14h43

O Plano Safra 2020-2021 prevê linhas de crédito para incentivar a adoção de tecnologias relacionadas aos bioinsumos dentro das propriedades rurais e pelas cooperativas. Os produtores podem acessar pelas modalidades de custeio, para aquisição dos insumos, ou investimento, para montagem de biofábricas on farm.

Os recursos estão previstos no Inovagro e, no caso dos investimentos em biofábricas, podem chegar a 30% do valor de todo o financiamento.

 

Para as cooperativas, as linhas de crédito é do Prodecoop para a aquisição de equipamentos. Com volume maior de recursos, o programa possibilita acesso de mais produtores aos bioinsumos.

 

Os empreendedores, que não sejam produtores rurais ou cooperativas, podem financiar pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da linha denominada BNDES Agro, também operada por agentes financeiros.

 

Em maio, foi lançado o Programa Nacional de Bioinsumos, que tem como objetivo alavancar a produção e uso desse insumos, como biodefensivos e biofertlizantes, na agropecuária, aproveitando o potencial da biodiversidade brasileira para reduzir a dependência dos produtores rurais em relação aos insumos importados.