Notícias

Compromisso

Mapa assina memorando de entendimento com Global Fishing Watch

A plataforma promove a transparência de dados no rastreamento de embarcações de pesca dos países signatários
Publicado em 30/04/2021 09h45

O governo brasileiro, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), declarou comprometimento com o aprimoramento do rastreamento por satélite de embarcações de pesca no país. O compromisso foi firmado no Memorando de Entendimento com a organização sem fins lucrativos Global Fishing Watch. 

O documento é assinado pelo Secretário da Aquicultura e Pesca do Mapa, Jorge Seif Junior, e pelo diretor executivo da Global Fishing Watch, Anthony Donald Long. 

O Brasil se torna o sétimo país a integrar a plataforma da Global Fishing Watch, que promove a transparência de dados no rastreamento de embarcações de pesca dos países signatários para incrementar a governança sobre a Zona Exclusiva Econômica (ZEE).

A plataforma Global Fishing Watch, desenvolvida pelo Google, conta com tecnologia para processar grande quantidade de dados e utiliza de inteligência artificial para ajudar pescadores, pesquisadores, tomadores de decisão e a sociedade para melhor entender o comportamento das operações de pesca realizadas no país.

“Nós estamos muito otimistas com essa parceria e totalmente alinhados com as iniciativas globais de promover a melhoria da gestão da pesca no país. A pesca é uma atividade economicamente importante ao Brasil, e deve ser bem monitorada e gerenciada, baseada nos princípios da sustentabilidade. A SAP/MAPA, vem se esforçando para desenvolver cooperações técnicas que aprimorem e ampliem a nossa capacidade de entregar bons serviços e resultados aos pescadores e que promova a prosperidade do setor, bem como, dos recursos pesqueiros”, diz o secretário Jorge Seif Jr. 

Para os secretário, a cooperação internacional é um marco para SAP/MAPA em termos de gestão da pesca. A plataforma estará disponível para uso dos importantes parceiros institucionais como Ministério do Meio Ambiente, Ibama, ICMBio e Marinha do Brasil. 

A expectativa é que, com a transparência de dados e uso de tecnologia avançada, novas pesquisas e conhecimentos possam ser gerados para subsidiar a melhor gestão da pesca no país, bem como o enfrentamento a pesca ilegal, não declarada e não reportada.

Informações à Imprensa
imprensa@agricultura.gov.br