Notícias

#jogolimpo

ABCD lança novo Plano de Educação no Dia Nacional do Jogo Limpo

Parcerias com COB e CPB vão disseminar compromissos éticos e preventivos aos atletas e treinadores que representarão o Brasil nos Jogos de Tóquio
Publicado em 15/01/2021 09h13 Atualizado em 23/02/2021 08h49
15012021_abcd.jpg

Foto: Gustavo Cunha/Min. Cidadania

No Dia Nacional do Jogo Limpo, celebrado nesta sexta-feira (15.01), a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) lança o seu novo Plano de Educação. Ele traz um conjunto de estratégias e atividades a serem desenvolvidas em 2021, sempre levando em conta o contexto da pandemia do novo coronavírus e a realização dos Jogos de Tóquio. São quatro pilares que irão nortear as ações: Educação baseada em valores, Sensibilização e conscientização, Acesso à informação e Educação Antidopagem.  O Plano estabelece ainda as metas e o público-alvo a serem alcançados durante o ano.

É fundamental esse estreitamento de relações com as entidades nacionais de administração e prática do desporto e também com outras secretarias e órgãos públicos para difundirmos ao máximo a informação antidopagem no meio esportivo”

Luísa Parente, secretária nacional da ABCD

Item de conformidade perante a Agência Mundial Antidopagem (WADA, na sigla em inglês), as ações em educação são prioritárias para a ABCD, conforme explica a secretária nacional da Autoridade Brasileira. “O nosso objetivo com o Plano é estimular e reforçar o compromisso da comunidade esportiva com a ética e a prevenção”, comentou Luisa Parente, que destaca a importância das parcerias para alcançar as metas traçadas no documento. “É fundamental esse estreitamento de relações com as entidades nacionais de administração e prática do desporto e também com outras secretarias e órgãos públicos para difundirmos ao máximo a informação antidopagem no meio esportivo”.

Foi seguindo essa estratégia de disseminação de conhecimento para conscientizar a comunidade esportiva que o Dia Nacional do Jogo Limpo foi escolhido para o lançamento do novo Plano de Educação. “É uma maneira de gerarmos visibilidade a uma data importante para a consolidação da cultura da antidopagem, sensibilizando atletas, pessoal de apoio, entidades e familiares a se engajarem em prol do Jogo Limpo”, pontuou Fernanda Bini, diretora técnica da ABCD.

» Plano de Educação da ABCD 2021

Os atletas do Grupo Alvo de Testes da ABCD, aqueles com potencial olímpico e paralímpico e a equipe de apoio deles, o que inclui os integrantes do Time Brasil e beneficiários do Bolsa Atleta, além daqueles que retornam às competições após sofrerem sanções, formam o grupo prioritário das atividades educativas. “Para este público, as parcerias, especialmente com o Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro são fundamentais. Além desses parceiros, contamos com a cooperação de outras organizações antidopagem, como a ADoP, de Portugal, que realizou testes e orientou os esportistas do Time Brasil que treinaram e competiram no país em 2020”, recordou Fernanda Bini.

A parceria com os Comitês otimiza recursos humanos e financeiros, pela proximidade e fácil acesso do COB e CPB aos atletas brasileiros de alto rendimento que treinam visando aos Jogos de Tóquio 2021. O conteúdo obrigatório para o público prioritário inclui artigos do Código Mundial Antidopagem, do Código Brasileiro Antidopagem, ambos renovados este ano, além do Padrão Internacional de Educação, história da dopagem no esporte, estrutura e atuação da ABCD, consequências da dopagem na saúde, dentre outros temas.

Para o público-alvo prioritário, há metas qualitativas de aproveitamento e desempenho no aprendizado do conteúdo que é obrigatório segundo o Padrão Internacional de Educação da WADA e o Código Brasileiro Antidopagem (CBA). Os atletas que vão representar o Brasil nos Jogos de Tóquio passam por avaliações e, caso não atinjam o mínimo necessário, poderão refazer os cursos da ADeL, plataforma de educação a distância da Agência Mundial, quantas vezes for preciso.

A perspectiva da ABCD é que ao fim do ano todas as metas do Plano de Educação sejam atingidas, sempre considerando o contexto do cenário esportivo em meio à pandemia de Covid-19. “Nós, ao final das ações, queremos ter massificado o conteúdo antidopagem para um público bem mais amplo, melhor identificado e contabilizado por nós”, projetou Luisa Parente.

Campanha Jogo Limpo

A campanha Jogo Limpo, promovida pela ABCD, tem como objetivo o compartilhamento de informações, desde os atletas de base até os treinadores, para que todos saibam as regras antidopagem e como evitar as substâncias e métodos proibidos. São ações de publicidade e divulgação da hashtag Jogo Limpo. A iniciativa ganha importância ainda maior neste momento em que a internet é a principal plataforma para as ações educativas, por conta da pandemia do novo coronavírus.

A ABCD também promove o programa de adesão ao Jogo Limpo, que tem 291 entidades esportivas. São 46 olímpicas, sete paralímpicas, 102 de esportes não olímpicos, quatro ligas e 132 clubes. Além disso, o Comitê Olímpico do Brasil (COB), o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) integram a lista.

“A ideia é gerarmos um compromisso ativo com a comunicação antidopagem das entidades, um engajamento sério, para assumir o tema da antidopagem como parte integrante do planejamento esportivo de cada entidade, pois todas são submetidas ao Sistema Brasileiro Antidopagem”, explicou Luisa Parente. O programa de adesão ao Jogo Limpo tem critérios e requisitos para os participantes, como informações nos sites e compartilhamento nas redes sociais.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania

error while rendering plone.belowcontenttitle.contents